23 agosto 2015

Tag literária: no País das Maravilhas (yes, I come back)

Sabe aquelas coisas que tiram sua cabeça da fantasiosidade das palavras e a colocam na vida real, nos dando um bloqueio criativo? Talvez não. Mas é isso que aconteceu comigo. Foi a terrível da escola. Tenho dois seminários, um de Língua Portuguesa e eu falo assim mesmo e um de Geografia. O problema é que até agora o professor de Geografia não passou nada do terceiro bimestre, só falando desse seminário & até fez um seminário teste para dizer que tínhamos que fazer. Além disso ser um saco, é desnecessário ficarmos sem nota ou matéria atrasada por uma besteirinha dessas. Vou falar de Clarice Lispector no outro seminário, então está correndo tudo ótimo.
Adivinhem o que fiz ontem? Comprei o livro que estava esperando para comprar desde que saiu e que terá resenha aqui no blog: A Herdeira. Provavelmente estarei no fim dele ainda hoje (comecei ontem), então podem ter a maior certeza de suas vidas que ainda essa semana vai resenha desse livro. Até lá, tentarei não comentar nada sobre ele.
Como disse anteriormente, um bloqueio criativo maligno roubou minhas palavras e resolvi fazer algo que não faço há tempos: uma tag literária. Vamos lá, então. Ah, essa tag eu vi no canal da Melina Souza, do Serendipity. Agora sim, vamos lá.

09 agosto 2015

Eu assisti: God Help the Girl

.
Dia dos pais. Que lecal.
Minha mãe está cogitando ideias... Depois que aconteceram certas coisas, minha mãe disse que se a vida não se ajeitasse ela iria se mudar para o Rio de Janeiro. Eu adoro aquele lugar: as praias são maravilhosas, a cultura é divina e as pessoas de lá são interessantíssimas. O verdadeiro problema é que eu tenho uma vida inteira em São Paulo. Eu tenho amigos, coisa que nunca tive. Eu tenho um lar. Eu tenho minhas próprias atividades. Perder tudo isso é como perder quem eu sou. Eu acabaria me matando. 
Esperemos.
Depois de ver vários posts e comentários sobre um filme que eu recomendei à Hannah, do Meu Mundo, e depois de comentar aqui no blog sobre, resolvi falar mais sobre esse filme. Afinal, além dele ser britânico, ele é bom e original, coisa que há muito não vemos no cinema atual.
Mais uma coisa, um detalhe: eu estou achando que 2016 será o ano da Marvel e DC Comics. Deadpool, X-Men: Apocalypse, Esquadrão Suicida (♥), Batman V Superman - Dawn of Justice...